Náutico perde de virada para o Botafogo da Paraíba

Esportes

Náutico perde de virada para o Botafogo da Paraíba

Náutico perde de virada para o Botafogo da Paraíba

Uma derrota que complica demais os planos do Náutico na Copa do Nordeste. Nesta quinta (6), mais um tropeço do clube alvirrubro na competição regional. No estádio Almeidão, o Timbu foi derrotado por 2×1 para o Botafogo-PB e ainda não venceu no Nordestão em 2018.

Com a derrota na Paraíba, o Timbu amarga a vice-lanterna do Grupo C, com apenas um ponto. Já o Belo é o líder da chave com seis pontos e 100% de aproveitamento. O Náutico agora só volta a jogar na Quarta-feira de Cinzas, no próximo dia 14. Enfrenta o Fluminense de Feira (BA), pela segunda fase da Copa do Brasil.

Apesar de sair perdendo para o intervalo, o Náutico jogou mais que o Botafogo-PB na primeira etapa. Usando a velocidade pelos lados com Robinho e Rafael Assis, o Timbu balançou as redes logo cedo. Com cinco minutos, Medina fez boa jogada individual e cruzou na cabeça de Wallace Pernambucano, que só teve o trabalho de deslocar o goleiro Edson. Foi o quinto gol de Wallace na temporada, artilheiro do clube alvirrubro em 2018.

Melhor no jogo e abrindo o placar logo cedo, o Náutico parecia que iria dominar as ações da partida. Mas as falhas defensivas mataram a equipe no primeiro tempo. Quatro minutos após abrir o placar, o Timbu já sofreu um gol. Com nove, escanteio de Marcos Aurélio e Gladstone, sozinho na área cabeceou e encobriu o goleiro Bruno. O zagueiro fez jus a lei do ex, já que jogou no clube pernambucano em 2009.

Mesmo após sofrer o gol, o Náutico continuou organizado. Ainda teve duas chances na primeira etapa, ambas novamente com Wallace Pernambucano. Aos 24, o meia matou no peito, ajeitou o corpo e chutou de fora da área. Goleiro Edson pegou em dois tempos. Com 35, de falta, Wallace acertou a trave esquerda do Botafogo-PB.

Nos acréscimos da etapa inicial, o Belo virou com uma grande contribuição do goleiro Bruno. Aos 46, Marcos Aurélio cobrou escanteio e o garoto alvirrubro espalmou a bola para dentro das próprias redes.

SEGUNDO TEMPO

Se no primeiro tempo o placar era até injusto pelo que o Náutico produziu, a segunda etapa foi uma dura realidade para o Timbu. Atrás no placar, o clube alvirrubro criou muito pouco, mesmo sem receber tanta pressão do Botafogo-PB, que só ameaçava nas bolas paradas de Marcos Aurélio.

O técnico Roberto Fernandes até tentou mudar o panorama na etapa final, com as entradas do volante Cal Rodrigues e dos atacantes Fernandinho e Tharcysio. Mas o time, apesar de ficar mais com a posse da bola no fim, só conseguiu ter jogadas de perigo em cobranças de falta no segundo tempo. Aos 37, Wallace Pernambucano jogou a bola raspando a trave do Botafogo-PB. Dois minutos, Cal Rodrigues acertou o poste do Belo.

Informações: JC Online

Editor

fevereiro 9th, 2018

No comments

Comments are closed.